um dia destes viro um fóssil e talvez me descubras num passeio, por aí. ou numa caixa de cereais, dividida em peças para fazer colecção.

a 3.2.13
Etiquetas: , , ,

 

3 comentários:

Courage my love

Espero que tenhas como profissão escrever. Já to tinha elogiado em tempos quando escreveste sobre o poeta. Vou repescar esse post emprestado. Serve-me como uma luva de vez em quando. Os fantasmas são sempre tão parecidos. Os homens tem todos a mesma sombra. Sobretudo os que não existem. (continua com a escrita desconcertante Betânea).

bpassarinho

(...) querida :)

Courage my love

Querida vais ser tu quando escreveres um livro e me deixares ser a tua proof reader.
E tu podes ler o meu, vou quase a meio.(mas o mei fica cada vez mais longe). Combinado?