É inacreditável!
Quase todos se contentam consigo próprios — bastam-se. E vivem, e progridem. Fundam lares. Há quem os beije. Que náusea! Que náusea! Não se ter ao menos o génio de se querer ter génio!...
Miseráveis!


excerto de Eu-Própio O Outro, em Céu em Fogo, de Mário de Sá-Carneiro


a 5.6.13
Etiquetas: , , , ,

 

0 comentários: