o poema mais bonito
eram as orquídeas
que lhe oferecia
pelos anos
pelo natal
pelo dia sim
e dia não

hoje 
as orquídeas não tinham cheiro
no caixão


a 30.6.13
Etiquetas: , , ,

 

0 comentários: