this is for you
it is the book i meant to read to you
when we were old
now i am a shadow
i am a restless as a empire
you are the woman
who released me.


excerto de uma carta de Leonard Cohen para Marianne



em tempos lembro-me de ter feito uma mini lista sobre vantagens e desvantagens de namorar um homem mais velho. perdi a lista. mas mais tarde tive uma daquelas fases de revolta, não feminista, mas contra os trinta para cima. não me adiantou de grande coisa, mais valia a revolta feminista e deixar crescer os pêlos all over me. no outro dia vinha no carro a ouvir histórias de universidade, e mais histórias de namoradas, a Paula dos olhos verdes, a brasileira, a outra dos piercings... e esta é portanto uma das desvantagens. a outra é a incerteza de querer muito que desta vez haja uma certeza de sermos a tal, a ultima. e outra ainda é a de que a opinião do outro, pela única razão da idade vs experiência, ser a que ganha logo à partida. há por vezes uma grande frustração e dúvida, o que há para mudar aqui? o que lhe posso eu ensinar, dar de novo? porque isto é também um jogo de partilhas (ou ando enganada este tempo todo). entretanto, esperar ser "the woman who released you". 
as brancas ficam-te bem, amor.

(estou a acabar a biografia do Leonard Cohen e entretanto já me perdi nas mulheres. ando a tentar desculpa-lo por isto e por aquilo, mas dá-me uma tristeza de coisas complicadas para explicar agora que já é madrugada e há mais de uma semana que não durmo num colchão. isto, quero eu dizer, é a razão do que escrevi ali em cima. evidentemente eu sou perita em culpar estes tipos famosos.)

a 1.10.13
Etiquetas: , , ,

 

0 comentários: