ao passarmos a ponte vimos o arco-íris. de uma ponta à outra, e uma das pontas passava sobre uma casa. pensei-me, ali à janela, em cores, num dia cinzento. 
depois o homem da minha vida gritou "o pote de ouro! VAI BUSCAR O POTE DE OURO".

fui mas é trabalhar.


a 2.2.14
Etiquetas: ,

 

0 comentários: